Conheça as companhias aéreas mais seguras do mundo…

Publicado: 30/01/2011 em Utilidades
Tags:, , , , ,

Lista traz a classificação das 60 maiores empresas de aviação civil do mundo. TAM ocupa a última posição do ranking e Gol a antepenúltima

Planejando uma viagem? A instituição alemã Jet Airliner Crash Data Evaluation divulgou na revista Aero International deste mês seu tradicional ranking anual de segurança com a classificação das 60 maiores empresas de aviação civil do mundo.

Nas primeiras sete posições estão empresas que não registraram nenhum acidente grave nos últimos 30 anos.

São elas: Qantas, Finnair, Air New Zealand, TAP Portugal, Cathay Pacific, All Nippon e Air Berlin. O ranking cria um índice baseado no número de acidentes (considerando mortes e perda de aeronaves) e na quantidade de passageiros transportados por quilômetro rodado durante os últimos 30 anos.

Confira as dez companhias aéreas mais seguras do mundo:

As companhias aéreas mais seguras
Posição  Companhia
1 Qantas Airways
2 Finnair
3 Air New Zealand
4 TAP Portugal
5 Cathay Pacific Airways
6 All Nippon Airways
7 Air Berlin
8 Virgin Atlantic Airways
9 Emirates
10 Transaero Airlines 

As companhias aéreas brasileiras TAM e Gol permanecem nas últimas posições no ranking. Assim como no ano passado, a TAM ocupa a última posição. A Gol, por sua vez, ultrapassou a China Airlines, chegando ao 58.º lugar. A TAM tem seis acidentes registrados desde que foi criada, em 1980, contabilizando 336 mortes. A Gol, fundada em 2001, teve só um acidente, em 2006, com 154 mortes.

+ Confira o ranking completo

Em 2010, morreram 829 pessoas em acidentes aéreos, ante 766 no ano anterior. No entanto, nenhum dos casos envolveu alguma das 60 maiores companhias aéreas do mundo, o que gerou poucas alterações no ranking.

Em nota, a TAM afirmou que “segue os mais elevados padrões de segurança do mundo, atendendo rigorosamente os regulamentos das autoridades brasileiras e internacionais”, citando a americana FAA (Federal Aviation Administration) e a europeia EASA (European Aviation Safety Agency). Já a Gol diz que o ranking não leva em consideração as causas dos acidentes. Em nota, a companhia informa que “não foi o agente causador, conforme aponta relatório conclusivo do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes (Cenipa), no único acidente do tipo envolvendo avião da companhia, em 29 de setembro de 2006”.

Por *Época NEGÓCIOS Online

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s